Simplifique, Sempre.

Acredito que a parte mais difícil de simplificar a vida não é limpar armários, deixar sua casa livre de tranqueiras ou limpar so desktop de seu computer. Mas é se livrar de todos os galhos emocionais que carregamos durante a vida.

Vamos supor que você tem um porta-retratos velho (vaso, camiseta, sapatos, etc.) em sua casa. Se isso for só uma coisa que você comprou em uma liquidação talvez você possa jogar imediatamente no lixo e não se importar com isso. Mas como vamos lidar com isso se é algo que possui valor emocional? Algo que ganhou de sua bisavó e está passando pelas gerações talvez? Se separar dessa coisa (mesmo que você não goste muito) torna-se mais difícil.

Outra parte difícil de simplificar a vida para muitos é que imediatamente você está indo contra a aprovação social. Estamos tão acostumados com o padrão de ordem das coisas e certos valores culturais que nós nem duvidamos deles. Ingenuamente assumimos que SIM! Precisamos de uma TV com mais de 200 canais porque todos têm uma. Fazemos atividades sociais, porque todo mundo faz, e assim vai.

Mas como podemos simplificar tudo isso e ficar equilibrados?

– Não tente ser aprovado socialmente

Nossas vidas são atarefadas e cheias de responsabilidades que nós pensamos que são importantes porque são tradição em nossa cultura. A maioria dessas regras sociais são somente tranqueiras em nossas vidas e gasto de recursos valiosos. Identifique os seus verdadeiros amigos, vejam com quem gostaria de passar tempo de qualidade e esqueça os 800+ amigos do facebook e MSN. Passe tempo com quem não te julga e não julgue.

– Não assista TV.

Muitos acreditam que precisam sim ter 200 canais a sua disposição na ponta dos dedos, mas só se enganam, mesmo que pudéssemos gerenciar todos esses canais de informação, nosso tempo seria inteiramente consumido por somente isso. Faça um cálculo simples e verá que não precisa gastar centenas de reais anualmente e nem gastar seu valioso tempo que poderia passar criando algo, conversando, curtindo tempo com sua família ou estudando. Se estiver querendo assistir um bom filme, alugue um DVD ou vá ao cinema.

– Presentes

Eu pessoalmente não gosto de receber presentes como roupas ou decoração, eu acho que é uma invasão a minha privacidade e possibilidade de escolher as minhas vestimentas/decoração. Deixe claro para quem quer te dar um presente das coisas que não gosta de receber de presente.
Dê presentes funcionais como livros, passeios ou experiências. Se souber de alguma necessidade específica ou se foi requisitado um tipo específico de presente, não há porque não atender.

– Tranqueiras

Não deixe sua casa ser o depósito de ninguém! Compre somente o que PRECISA, esqueça o cartão de crédito/débito em casa quando for comprar e leve somente o dinheiro que pode gastar, e vá as compras com objetivos. Eu sou bastante sensível a fotos, eu adoro fotografia e todas as fotografias as quais já tirei, mas achei nos albuns digitais uma maneira de me livrar das fotos físicas e de deixar essas memórias gravadas de maneira permanente em um local seguro.

Anúncios